terça-feira, 16 de julho de 2013

Coqueiro Anão Postado por David on


Nome Científico: Cocos nucifera L.
Família: Palmáceas
Nomes populares: Coqueiro, coqueiro-da-Índia, coco-da-baía
Origem: Muitas referências afirmam que o Cocos nucifera é originário da Índia. Há algumas referências, entretanto, que defendem a origem desconhecida desta palmeira. Clima: A planta frutifica apenas em locais de clima quente.
Curiosidade: Há uma teoria muito interessante que tenta explicar a forma como esta palmeira teria se espalhado: os cocos teriam flutuado de um continente para o outro por meio das correntes oceânicas. Isso explicaria, por exemplo, a afirmação de que o coqueiro teria entrado de forma natural na região litorânea entre a Bahia e o Rio Grande do Norte.
O coqueiro é uma planta perene, uma palmeira de estipe liso que pode atingir até 25 m de altura e 30 a 50 cm de diâmetro. As folhas são largas e compridas. O fruto é uma noz grande com uma semente recoberta por uma casca dura. No interior da casca, encontra-se a amêndoa, que é a parte comestível, com cerca de 1cm de espessura e a cavidade cheia de líquido - a deliciosa água de coco! O período entre a formação do fruto até o amadurecimento é de cerca de 12 meses.
Existem atualmente no mercado vários híbridos da espécie. Segundo informações da Embrapa Tabuleiros Costeiros, a variedade anã (Cocos nucifera 'nana'), em razão da maior precocidade de produção, maior produção de frutos, melhor sabor da água e menor porte é a mais recomendada para exploração comercial de água de coco. Nessa variedade existem as cultivares amarela, verde e vermelha. No Brasil, a cultivar anã verde é a que predomina, sendo a escolhida para plantio pelos produtores. Essa cultivar trazida do Oriente foi introduzida no país inicialmente plantada na Bahia, em 1924, pelo então Ministro da Agricultura. O coqueiro anão verde é precoce, podendo florescer até com dois anos de idade após o plantio definido, desde que no cultivo haja aplicação da correta tecnologia. Em função também da tecnologia aplicada, a produção de frutos pode chegar a mais de 200 frutos por pé/ano. O fruto é considerado pequeno e contém uma média de 300ml de água. O porte dessa cultivar, na idade adulta (20 a 30 anos), é de 10 a 12 m de altura e sua vida útil econômica pode chegar até a 40 anos.

Planta de clima tropical, o coqueiro se concentra em nosso país na zona do litoral nordestino, mas pode ser cultivado em outras regiões distantes do mar. Para o bom desenvolvimento da planta não pode ocorrer falta de água, necessitando cerca de 2000 mm de chuvas bem distribuídas durante o ano. A temperatura média anual não deve ser inferior a 22 graus C, fator muito importante para a floração do coqueiro. Além disso, a planta não tolera ventos fortes e frios e necessita boa insolação. Quanto ao solo, deve ser leve, profundo, permeável e arejado. O pH ideal situa-se na faixa de 6,0 a 6,5. A propagação do coqueiro se dá por meio de sementes que devem ser obtidas de plantas produtivas, de estipe reto e vigoroso; boa distribuição de copa e grande número de folhas e, é claro, livre de pragas e doenças. Os frutos escolhidos devem apresentar tamanho médio, formato arredondado e estarem perfeitamente maduros (11 a 12 meses de idade).


Nenhum comentário:

Postar um comentário